logo menu icon
Notícias
Transformação X Reestruturação

Transformação X Reestruturação

Autor: Comatrix

Muitas vezes o principal sintoma de que os negócios não vão bem vem da área financeira. Piora sistêmica dos resultados, geração de caixa insuficiente para pagar dívidas, dificuldade em manter o nível de crédito são alguns dos alertas possíveis percebidos não só pela empresa, mas também pelo mercado no qual ela atua.

Embora o sinal amarelo venha da área financeira, este é apenas um indício de que a organização está com alguma ineficiência. E essa compreensão faz toda a diferença entre buscar a solução apenas com uma reestruturação financeira ou realizar uma transformação na companhia.

A reestruturação ataca um ponto, que até pode ser resolvido naquele momento. A empresa pode conseguir renegociar suas dívidas ou garantir crédito para melhorar seu caixa. No entanto, esse alívio é temporário, já que a causa não foi resolvida. Já a transformação promove a melhoria de performance geral da companhia, gerando resultados sustentáveis ao longo do tempo.  

A transformação começa com um diagnóstico aprofundado, que avalia quais são os gargalos que estão trazendo os resultados negativos. Estes gargalos podem estar na gestão, na governança ou até no modelo de negócio. Só a partir da avaliação minuciosa, é possível determinar qual é o real obstáculo a ser superado.

Depois do diagnóstico, o trabalho avança com a elaboração de um plano de ação para enfrentamento dos desafios e a implementação das soluções. Ao final, o processo de transformação mudou a organização de maneira permanente, deixando um legado.

E a reestruturação financeira? Se apareceu no diagnóstico como um dos pontos negativos, pode estar no meio dessa jornada, mas apenas como uma das etapas dentro da mudança mais ampla da gestão e da governança da organização.

Últimas notícias